28/03/2017 - 18h01
Timóteo intensifica ações de combate ao Aedes aegypti
Secretaria de Saúde apura índice de infestação do mosquito em 3,3%


PMT
I009651.jpg
Saude de Timoteo intensifica

O índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, subiu em Timóteo. O Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), feito pelos agentes de combate às endemias da Prefeitura, entre os dias 14 e 17 deste mês, apontou a presença do vetor em 3,3% dos locais vistoriados. O índice coloca a cidade em risco alto de epidemia para as doenças – taxa de infestação acima de 3%. Em janeiro de 2017, o LIRAa foi de 2,6%.

Para conter o avanço do mosquito, César Luz antecipa que o município vai intensificar as visitas domiciliares com objetivo de orientar a população sobre os cuidados, identificar e eliminar criadouros do vetor e fazer o tratamento focal, quando necessário. “Pela primeira vez, Timóteo conta com um efetivo profissional preconizado pelo Estado para realizar o mínimo de quatro ciclos de visitas domiciliares ao ano. Hoje, as equipes de agentes de endemias de Timóteo realizam, em média, 1,3 mil visitas diárias. Acredito que temos condições de visitar os 32 mil imóveis da cidade em um mês”, detalha. 

Ainda conforme o secretário serão priorizados os bairros com onde foram apurados os maiores índices de infestação, tais como Ocupação Limoeiro (36%), Distrito Industrial (25%), Quitandinha (15%), Eldorado (10,53%), Cruzeirinho (9,09%), Santa Maria e Fazenda Boa Vista (8,33%) e Ana Rita (8,06%). De acordo com o estudo apresentado na semana passada, Timóteo tem 17 bairros com risco alto de infestação – acima de 3% – e cinco com risco médio – LIRAa, entre 1% e 3%.

Limpeza e educação em saúde

Em paralelo, a Prefeitura de Timóteo segue com o calendário de coleta de lixo, varrição e serviços emergenciais de capina e limpeza de córregos da cidade. Outra medida efetiva, com impacto direto na eliminação de criadouros do Aedes aegypti, é a retirada de pneus velhos da cidade. Apenas em março, a Secretaria Municipal de Obras, Serviços, Urbanos e Meio Ambiente destinou mais 42 toneladas do material para reciclagem. 

A Prefeitura investe ainda na capacitação e atualização dos agentes de endemias e, na semana passada, iniciou a aplicação de fumacê em pontos estratégicos da cidade. “O bloqueio químico tem impacto direto na eliminação da forma alada do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya”, explica o secretário de Saúde. Também é feita a capacitação dos profissionais e vai estender o trabalho de mobilização à rede municipal de educação. 

Focos em casa

A maioria dos focos continua a ser encontrado dentro das residências: depósitos móveis, como bebedouros de animais, pratinhos de plantas e frascos (36,5%); calhas e lajes (20,8%) e descartáveis (20,8%). Técnico em saúde e referência da Zoonoses da PMT, Carlos Alberto dos Santos, lembra que grande parte da população conhece os cuidados para a prevenção, mas, infelizmente, também é grande a parcela que não insere estes cuidados na rotina de casa. 

“O trabalho do agente de endemias é vistoriar e orientar. Mas o combate a dengue e a chikungunya requer cuidados simples que devem ser realizados semanalmente. A prevenção é permanente é responsabilidade de todos”, reforça Carlos Alberto. “Qualquer objeto que possa a acumular água é potencial criadouro para o mosquito. Exemplo disso é que bastaram alguns poucos dias de chuva para os ovos eclodirem em larvas e dar origem ao mosquito transmissor”, destaca o profissional. 

Cuidados em casa

•    Vedar reservatórios, caixas d’água e cisternas. 
•    Desobstruir e limpar as calhas.
•    Lacrar o lixo e descartar corretamente latas, potes e embalagens diversas.
•    Encher pratos de plantas de areia. 
•    Ao trocar a água dos animais, lavar e secar o bebedouro.
•    Virar baldes e garrafas vazias para baixo. 

Mais informações: 
Setor de Zoonoses da Prefeitura de Timóteo: 3847-7676.


Fonte : PMT





VEJA TODOS COMENTÁRIOS


ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que posSAM comprometer sua imagem.

Nome:
Email:

Enviar